Passado/Presente

a construção da memória no mundo contemporâneo

A incrível e útil memória de Edmundo Pedro

Posted by passadopresente em 02-02-2007

Por João Tunes
Publicado originalmente em Água Lisa (6)

Edmundo Pedro

Não tinha necessariamente que coincidir: um homem singular escrever um livro de memórias singular. Mas é o caso de Memórias, um combate pela liberdade, volume cobrindo o período que vai da infância até à saída de Edmundo Pedro do Campo de Concentração do Tarrafal, no imediato pós-guerra mundial e com 27 anos de idade. Assim, o período abrangido por estas “memórias” inclui não só a sua infância revolucionária (começou-a mais a saga das prisões, com 14 anos) como a adolescência e a primeira fase da vida adulta, em que o substancial se desenrolou como prisioneiro do Tarrafal para onde entrou com 17 e saiu com 27 anos! Logo aqui, ressalta a primeira grande odisseia especial, a sua vivência dramática de criança-adolescente combatente contra a ditadura, pelo comunismo e com uma personalidade formada na clandestinidade e na prisão. Abrangendo o seu período de “crente” no marxismo-leninismo da primeira metade do século XX (o mesmo que enformou Pavel, Bento Gonçalves e Cunhal, entre tantos mais). Porque a decepção só viria a seguir. [mais>>]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: