Passado/Presente

a construção da memória no mundo contemporâneo

1968, quarenta anos depois

Posted by Miguel Cardina em 02-10-2007

A revolta de «Maio», em Paris, tem funcionado como uma metáfora desse ano tumultuoso de 1968, caracterizado por um impressionante conjunto de acontecimentos políticos que ajudaram a transformar a face de um mundo que parecia, à superfície, adormecido na modorra da Guerra-Fria. Em 2008, quarenta anos passados sobre a data, uma série de iniciativas académicas pretendem questionar o legado e as implicações desse tempo. Assim, entre 15 e 17 de Abril decorre em Paris, no Institut National de l’Audiovisuel, o encontro «Images et sons de Mai 68». A 17 e 18 de Abril, na Universidade de Leeds, é a vez da conferência «Memories of 1968: International Perspectives». Também na Inglaterra, e a 3 e 4 de Julho, a Universidade de Londres propõe a discussão de um amplo painel de temas centrado nos impactos e implicações de 1968. De âmbito mais genérico é a escola de Verão sobre «Peace and Protest Cultures in Europe, 1945-1989» que decorre em Praga entre 18 e 25 de Agosto. Por fim, em Linz, na Aústria, desenrola-se de 11 a 14 de Setembro a conferência «1968 — A view of the protest movements 40 years after, from a global perspective».

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: